Empresário vendedor de carro: ‘Não estamos numa situação grave no Acre’

leandrofiat

leandro
Empresário Leandro Domingos, da Federação do Comércio do Acre

O empresário de concessionária em Rio Branco e presidente da Federação do Comércio, disse que ‘não acha oportuno o fechamento do comércio’, como determina o decreto do governo por conta do avanço da contaminação por covid-19.

A entrevista de Leandro Domingos foi concedida neste começo de tarde ao canal 4 de Rio Branco.

-Tínhamos outras propostas, o pessoal da saúde até concordou num momento, mas no outro dia mudaram de opinião e decretaram bandeira vermelha.

Leandro disse também que ‘não estamos numa situação grave’ de contaminação.

Só nas últimas 24 horas foram mais de 300 casos confirmados e três mortes.

A sugestão do empresário é que o governo ‘amplie sua rede de atendimento‘, como se o aumento de leitos, enfermarias, profissionais, fosse a única medida capaz de resolver o problema.

Contra essa doença terrível não é somente o poder público que tem que fazer a sua parte…a sociedade, em todos os segmentos, também deve participar com sacrifícios.

Leandro Domingos, que sempre se posicionou contra as medidas de isolamento social, no começo da pandemia, fez ironia dizendo que depois da pandemia (que ainda não acabou após um ano) iria ‘entrar em cena, na moda, os psicólogos, terapeutas etc’… no tratamento das pessoas.

-Só enxergam a saúde pública...- disse ainda Leandro no ano passado.

Desde a sua ironia descabida (em abril de 2020), o Acre já contou quase 900 mortos por covid-19 e nunca fez um programa de isolamento social como deve ser.

Além disso, é deficiente, neste momento, o esquema de vacinação no Acre, um dos últimos colocados, com menos de 1% de vacinados até agora.

vacinação

J R Braña B.