Aéreas pedem socorro…mas não reduzem preço de voos